//
arquivos

democracia

Esta tag está associada a 10 posts

Venceu o Brasil pró China, Rússia e outros vermelhinhos

[Carlos Evangelista, Política e Sociedade] Com os resultados das urnas pró-reeleição da presidente Dilma Rousseff, do PT, a política interna do Brasil pode até não alterar muita coisa nas relações sociais que sabidamente é… Continuar lendo

Palácio Iguaçu: Desejo de muitos. Começa esquentar as movimentações políticas Brasil afora

[Carlos Evangelista, Cultura Política] 2014 chegou embalado pela Copa do Mundo no Brasil e certamente discursos acirrados entre tucanos, democratas, petistas e comunistas, defensores do apartidarismo estarão exponde novas e velhas ideias, objetivando a governadoria do Paraná. Continuar lendo

Política

[Texto de José Augusto Hartmann, Cultura Política] Apego-me ao título deste blog, Sociologia Política. Recordo que a política começou a ser formulada pelos gregos, que valorizavam o direito à palavra, ao debate em praça pública – posteriormente helenistas pensaram a representação –, talvez, como a principal atividade que um ser humano poderia realizar… Continuar lendo

Política e Moral (Tributo a Maquiavel)

[Carlos Evangelista, Ciência Política] Hoje o poder político constituído no Brasil inclui considerações de ordem moral em seu processo de tomada de decisões? Qual a importância dessas considerações? Quais são as limitações do poder político em vigor? Você caro leitor concorda que no Brasil de hoje também a necessidade de uma cultura política sem corrupção, pautada por princípios morais e éticos, conforme sugestão de Maquiavel? De que forma você sugere que o político brasileiro poderá alcançar essa consciência, de que do outro lado da política está o homem; medida de todas as coisas e causas?… Continuar lendo

Algum cheirinho de alecrim

[Texto de José Augusto Hartmann, Política e Sociedade] No dia 25/04 viu-se aqui no Brasil pessoas lembrarem a beleza da Revolução dos Cravos, quando o fascista Marcelo Caetano (sucessor de Salazar) foi expulso de Portugal (e, infelizmente acolhido pelos generais nacionais). Músicas nas redes sociais, Grândola, Vila Morena ou mesmo Tanto Mar foram repetidas vezes postadas… Continuar lendo

Nossa política cronicamente midiática

[Texto de Eder Silva, Comunicação Política] Fiquei então a pensar, do que realmente a política necessita para se manter como estrutura viável na organização social de uma comunidade? E, por outro lado, do que realmente necessita o povo para que haja desenvolvimento social fomentado pela administração pública? Será que, o que necessitamos é de políticos experientes ou de políticos sérios? Continuar lendo

Thoreau, sua influência na atualidade

“Desaparecerá a cidade ou – o que seria outro modo de desaparecimento -, transformar-se-á todo o planeta numa enorme colméia urbana? Podem as necessidades e desejo que impeliram os homens a morar em cidades recuperar, num nível ainda mais elevado, tudo aquilo que Jerusalém, Atenas ou Florença pareciam outrora prometer? Existe ainda uma alternativa real … Continuar lendo

A invenção da Política

“A palavra tem origem nos tempos em que os gregos estavam organizados em cidades-estado chamadas “polis”, nome do qual se derivaram palavras como “politiké” (política em geral) e “politikós” (dos cidadãos, pertencente aos cidadãos), que estenderam-se ao latim “politicus” e chegaram às línguas européias modernas através do francês “politique” que, em 1265 já era definida nesse idioma como “ciência do governo dos Estados”. Continuar lendo

A Arrogância Esquerdista

Acabamos assim por cair num esquerdismo arrogante, um esquerdismo que só serve de piada para os demais, que não leva ninguém a nada, que só faz com que a imagem da esquerda seja deturpada, a imagem de “rebeldes sem causa que reclamam de tudo, sem ter argumentos para tal”. Continuar lendo

Democracia e Eleições: alguns paradoxos

Segundo o conceito de Robert Dahl sobre o “livre mercado de idéias”, no qual propõe que seja as novas mídias como ferramentas para “o perfeito funcionamento da democracia”, de modo a restabelecer o estandarte da verdade no confronto às tendências ao erro, há, entretanto, alguns paradoxos, levando-nos a supor que a tendência da modernização das comunicações destinadas ao campo das eleições pode nos ocasionar mais alienação do que maturidade no comportamento de escolha dos governantes.
Continuar lendo