//
você está lendo...
Carlos Evangelista, Cotidiano

FUTEBOL: Ópio do povo brasileiro provoca tristeza e choro Brasil afora

torcida_derrota_andredurao_95
Não vou chorar porque o Brasil perdeu numa partida de futebol. Ainda que seja na fase semifinal da Copa do Mundo em nossa casa. Mas admito que estou deveras muito triste e envergonhado. Soluços vários ainda teimam escapar volta e meia.
Não vou sair por aí quebrando tudo que vejo pela frente, incendiando ônibus, brigando ou feito louco no trânsito só porque eu queria que a Seleção Brasileira ganhasse mais essa partida de futebol ou o caneco tão cobiçado.
Não vou arrumar pé de guerra com a minha família, vizinhos ou colegas do trabalho e também não vou culpar os jogadores, o técnico Felipão, a comissão técnica ou a presidente Dilma só porque saiu tudo errado no jogo do Brasil contra a forte e organizada Alemanha.
Não vou esquecer jamais dessa partida catastrófica quando numa semifinal no dia 8 de julho de 2014 o Brasil perdeu de 7 a 1 para a Alemanha, numa partida que sepultou de vez a pecha de que o Brasil é o País do futebol.
Não vou aceitar passivamente também que eles os alemães, argentinos ou holandeses (quem for o campeão) aqui no nosso quintal zombem de mim, do povo brasileiro ou do nosso querido e solapado Brasil.
Não vou me trancar num quartinho escuro ou me embebedar no boteco da esquina só porque a Seleção do Brasil perdeu de forma vergonhosa no Mineirão, numa partida de futebol que sepulta definitivamente o nome de alguns jogadores da “Família Escolari”, este último assumindo a culpa pelo evidente erro tático na escalação do time que culminou no maior fiasco futebolístico do planeta e na maior derrota da seleção nos seus quase cem anos de disputa em Copa do Mundo.
10419630_733142396743011_6323655241227018143_n
Não vou culpar a Globo, o Galvão Bueno, o teatro neymarístico, o excesso de tietagem, ou a equipe do Brasil que jogou para o Neymar (com direito a desfile ridículo de bonés) e esqueceu de jogar para a seleção, para a Pátria e para o povo.
Não vou ficar remoendo mágoas pela desclassificação e pelo fim do sonho em ser hexa aqui em casa. Pois sei também que eles os jogadores continuarão ganhando milhões em seus clubes e o “coitadinho do Neymar” que não teve culpa nenhuma do vexame, prosseguirá embolsando seus aproximados dez milhões por mês, enquanto o povo brasileiro vê a carestia no custo de vida e tendo um serviço público caótico de assistência ao cidadão. Sem falar da banalidade na educação e nos mais diversos setores, em meio a cancerosa corrupção que se alastra na administração pública desta nossa capenga democracia.
Não vou parar de bater a minha bolinha nos dias de folga, durante os fins de semana. Quero sim ver surgir uma nova e aguerrida Seleção Brasileira de Futebol porque logo mais em 2018 estaremos todos e outra vez vestindo a camisa do Brasil ou enrolados na Bandeira Brasileira, de cara pintada ou não, assistindo a Copa do Mundo na Rússia, querendo e torcendo pelo escrete canarinho que é feito de gente como nós passivos de acertos e erros.
Não vou tampouco lamentar se o Brasil for terceiro ou quarto lugar. Assim sendo penso que devo (ou devemos) agradecer a Seleção Brasileira pelo amor pátrio despertado neste momento e porque não dizer pelos dias de folga que ela a Seleção Brasileira fez criar no nosso já extenso calendário de feriados. O resto é fruto da nossa paixão e imaginação, mas sabedores de que futebol é ópio do povo tupiniquim. A vida segue, mesmo porque o orgulho de ser brasileiro deve sempre continuar.

Carlos Evangelista é jornalista (ESEEI) e especialista em Sociologia Política (UFPR). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: