//
você está lendo...
Carlos Evangelista, Cotidiano

2014: Ano de Carnaval, Copa do Mundo e Eleições. Avante Brasil!

Cidades-da-Copa-2014-615x339
2014 começa mostrando muito calor com praias lotadas e enfeitadas, mas também chuvas fortes, alagamentos e mortes em vários estados brasileiros, enquanto nos EUA, Europa e Rússia o problema é o frio. A festa do ano novo evidenciou um quadro triste de perdas e danos nas estradas do Brasil. A parceria entre buracos, alta velocidade, embriaguez e imprudência faz do trânsito a principal arma mortífera no País. De norte a sul de leste a oeste são inúmeros os casos de acidentes graves, ou seja, muito ainda precisa ser investido no combate aos acidentes no trânsito dentro e fora da cidade.
O setor de educação vai ser uma piada este ano. Serão tantos os feriados por causa da Copa do Mundo, que em algumas cidades sabidamente o conteúdo a ser trabalhado ficará muito aquém do planejado. Obviamente que os alunos (nem todos) estão adorando. O professorado se divide entre os que gostam dos feriados e os Caxias que querem a todo custo desovar o conteúdo, tal qual nos anos anteriores. Vai ser um ano recreativo e sócio esportivo nas escolas dos brasis. Principalmente nas escolas públicas onde (com raríssimas exceções) a grande maioria dos alunos está sendo preparada para mão de obra primária e neste caso não precisa aprender nada muito bem. Daí o professor brinca de ensinar e o aluno finge que aprende e passa ainda que seja um péssimo, relapso e perigoso estudante propenso às drogas e ao submundo do crime. Planejar um futuro promissor, trabalhar duro, isso não é com ele. Educação e cultura pública; duas áreas carentes, conflitando com os bons serviços correlatos ofertados à elite brasileira.
Copa-do-Mundo-2014
O assunto dominante é a Copa do Mundo, organizada pela FIFA e pelo Comitê Brasileiro, onde estima-se bons dividendos econômicos a diversos setores da economia nacional, com um patrimônio construtivo a ser explorado futuramente seja relocando para as áreas do esporte, lazer, educação e cultura. Desnecessário dizer que o dinheiro grosso mesmo vai para os organizadores do referido evento internacional que promove atletas, eleva o nome do país campeão, esquenta a economia do país sede, neste ano o Brasil, que será vitrine ao mundo, através da grande imprensa nacional e internacional seja para mostrar o belo ou as nossas mazelas sociais que certamente serão ainda mais esmiuçadas.
New-Years-2014-Wide
Contanto que o Brasil seja hexacampeão estará tudo certo e o palanque já estará pronto para as eleições desse ano onde a campanha começa no carnaval, avança na Copa do Mundo e termina nas urnas em outubro já anunciando o fim do ano.

.
Carlos Evangelista é jornalista (ESEEI) e especialista em Sociologia Política (UFPR). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.

Anúncios

Discussão

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: carlosevangelistajor - 8 de janeiro de 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: