//
você está lendo...
Cotidiano, Eder Silva

Poética da Política & Política da Poética: Nuances de uma tenra democracia demagógica

 imagem politica

Tempos passados eu havia chegado a pensar que a história da humanidade era movida pelos ícones e ideologias da moda. Analisava os fatos e os atos simbólicos sob as perspectivas do comportamento de quem estava no ápice, no topo da evidência.

Mas, ao longo do desenvolvimento maliciosamente desconstrutivo de meu caráter, passei a me suprir de um outro vislumbre, de um desencanto tal qual não podia me esquivar, afogando meus sonhos e ideais.

É certo que o homem precisa de sonhos, desejos e fantasias para nutrir seu ego e auto afirmação, mas há um paradoxo ao qual devemos nos servir para temperar essa pasta cinzenta que utilizaremos para construir os degraus da escadaria que nos levará ao alpendre da Torre de Babel que tanto almejamos reconstruir em nossa jornada terrena.

E é a partir desta construção, ou seja, do processo desconstrutivo de nossa natureza primitiva, passando pelo desencanto e chegando a uma nova refazenda ou reencanto, que então agregamos o reflexo de homem político, homem de barganha, do inverossímil… Daquilo que não necessita representar o real, mas a suficientemente e momentânea conveniência do espírito humano, a “fisiolatria”, a saber, a doutrina do queremos para o momento, e não daquilo que precisamos para a jornada.

Enquanto isso, procuramos definir o conceito de política, emaranhamo-nos esbarrando-se entre a ética e estética. O sangue circula em nossos vasos à procura de vida voraz, de sentido, de distinção, mas ao invés, conduz-nos a uma nova confusão.

Aproximando-me de uma espécie de conclusão acerca dessa intermitente poética da política, onde os discursos valem mais do que o desencanto / realidade, fica mais coerente arriscar dizer que somos talvez uma espécie protótipa de ilusão que sabe, mas não se conforma em aceitar a idéia de que fazemos, afinal, parte de uma fatal hipocrisia involuntária.

Agora, nesta quarta de cinzas, deixemos para trás a ilusão carnavalesca de sermos livres e liberais (ou libertinos), e sigamos então no fingimento de que nestes próximos 40 dias de jejuns, forçosamente cegos e hipócritas, disfarcemo-nos de santos, pelo menos na etiqueta da embalagem! E esta é a tradição que abdica de qualquer que seja a tradução.

Eder Silva é turismólogo (UP) e gestor da informação (UFPR). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.

Anúncios

Sobre Eder Silva

I'm a outsider

Discussão

4 comentários sobre “Poética da Política & Política da Poética: Nuances de uma tenra democracia demagógica

  1. eder amargo, largo, profundo… um abraço, parceiro.

    Publicado por anovamente | 13 de fevereiro de 2013, 1:09 pm
    • He he he Adriano. Produndo do poço? Por mais amargo e tosco, ainda não largo o osso! Vamos caminhante errante, mas sempre confiante que o jogo pode mudar em um só instante! Basta perseverar, parar, olhar, e o alvo acertar! Rimou né (…). Fica com Deus e ótima semana. Desculpe a demora em te responder, é que tava tentando decifrar o largo e profundo (risos).

      Publicado por Eder Silva | 25 de fevereiro de 2013, 9:18 am
      • haha… Profunda a sua idignação, Largo questionamento, Amarga constatação… Então vamos rimar ‘ perseverar, parar, olhar, e o alvo acertar! ‘

        Publicado por anovamente | 25 de fevereiro de 2013, 12:47 pm
      • As rimas para entoar um novo cântico
        em detrimento de um amargo desencanto!
        Sem plumas, nem frescuras, nem rancor;
        Que a amarga poesia devolva-nos a utopia do amor!
        Até breve; vamo vê se conseguimso reunir a galera no café com bobagem. Abçs

        Publicado por Eder Silva | 25 de fevereiro de 2013, 8:43 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: