//
você está lendo...
Adriano Anovamente Woellner, Poesias e Pensatos

. é Amanhã 21do12do12 . em Anexo 21 Respostas sem Perguntas .

………………… DUM LADO DA CAMA, A CRIA. DO OUTRO, A CRIAÇÃO.

……………….. DUM LADO DO QUARTO, A FAMA. DO OUTRO, A FOME.

………………. DUM LADO DA RUA, A ESTONTEANTE. DO OUTRO, A ESTONTEADA.

……………… DUM LADO DO BAIRRO, A CERCA. DO OUTRO, O CERCO.

…………….. DUM LADO DA CIDADE, A LEMBRANÇA VIVA. DO OUTRO, A MEMÓRIA MORTA.

……………. DUM LADO DO PAÍS, A HISTÓRIA CONTA. DO OUTRO, A HISTÓRIA CONTO.

…………… DUM LADO DO MUNDO, O MALDITO. DO OUTRO, O DITO MAL.

………….. DUM LADO, O INCLUSO. DO OUTRO, A NEGAÇÃO.

…………. DUM LADO, O ENGANO. DO OUTRO, A ENGANAÇÃO.

………… DUM LADO, A NOVIDADE. DO OUTRO, A INOVAÇÃO.

……….. DUM LADO, O RESGATE. DO OUTRO, O RETORNO.

………. DUM LADO, O HOMEM. DO OUTRO, A OUTRA.

……… A SUA DOR, NÃO ME DÓI, SE EU NÃO QUISER. ( se eu nunca quiser )

…….. A MINHA ALEGRIA, NÃO TE CONTAGIA, NEM TE DÁ ALEGRIA. ( se você não quiser )

……. A SUA INDIFERENÇA, NÃO ME DIMINUI, NÃO ME DIFERE SE EU FOR. ( o que você quer )

…… A NOSSA DIFERENÇA, NÃO IGUALA, SOMA SE NÓS QUISERMOS. ( quando quisermos )

….. A MORTE POR NASCER, POR RENASCER, POR CHEGAR, POR TER.

…. A VIDA POR ESCRITO, POR IMAGENS, POR BOBAGENS, POR CURIOSIDADE, POR OBRIGAÇÃO.

A MORTE POR TIRAR, POR DEIXAR, POR VOLTAR, POR PERDER.

.. A VIDA POR JOGAR, POR BRINCAR, POR ACREDITAR, POR NÃO MAIS, POR SIM MAIS, POR TUDO MAIS.

. À MORTE POR MUTAR, A VIDA POR SINAL.

zero

2112

Adriano Anovamente Woellner é artista das letras, formas, cores e sons, bacharel em Gravura (EMBAP). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.

Anúncios

Sobre a nOw aMe n t e

m e s m O u t r o

Discussão

4 comentários sobre “. é Amanhã 21do12do12 . em Anexo 21 Respostas sem Perguntas .

  1. Fala vóna, que bom ver esse post antes do “fim”.

    “This is the end Beautiful friend
    This is the end My only friend,
    the end Of our elaborate plans,
    the end Of everything that stands,
    the end No safety or surprise,
    the end I’ll never look into your eyes…again
    Can you picture what will be
    So limitless and free Desperately in need…of some…stranger’s hand
    In a…desperate land ? …”

    Publicado por elicordeirojr | 20 de dezembro de 2012, 8:35 am
  2. São os admiráveis homens ocos, em seus enganos e desenganos. Onde tudo jaz, debaixo dos panos, dos canos, dos danos. Após muitos tantos, ainda outros virão, ocos e vazios como assim nos forjamos, desesperados em nós mesmos, ainda assim, brincamos de ser alguém. Somos constantemente contemplados com a ilusão de sermos ainda… alguém…
    Parabéns pela forma de expressar artisticamente o começo do fim. Afinal, estamos em sincronia neste afinal de contas de nossos contos.
    Postei algo em: http://cristianismooutsider.wordpress.com/2012/12/20/o-comeco-daquilo-que-afinal-denominamos-de-fim-ultimo/
    Acredito que não foi por acaso, mas algo que caminha em sincronia. Algo expontaneamente simétrico e real.
    Abraços, Adriano. Meus sinceros parabéns. Falou tudo, (a) novamente em nossas lânguidas almas carente (s).

    Publicado por Eder Silva | 20 de dezembro de 2012, 10:48 am
    • Em sincronismos estamos… entrelaçados pela rede energética… eu agradecido e agraciado de novo (a) novamente, pela poética expressão do teu ser… sim! estamos predestinados a surfar nos acasos da nossa vibração… da luz à luz… somos…

      Publicado por anovamente | 20 de dezembro de 2012, 1:33 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: