//
você está lendo...
Cotidiano, José Augusto Hartmann

Viva a miséria!

[Texto de José Augusto Hartmann] Cantamos nossa miséria cultural. Não porque não tenhamos a riqueza em nossa porta, mas porque somos demais medíocres para aceitá-la. Ao longo de alguns poucos anos de história, se pensarmos na idade desse Universo, o ser humano pode criar ricos elementos artísticos, culturais, filosóficos e científicos. Entretanto, muitas vezes se preferiu aconchegar-se no prosaico.

Rancorosos, não admitíamos reconhecer nossa própria ignorância, velha lição, e repudiávamos o complexo e o singelo. Febrilmente condenávamos tudo aquilo que pudesse apontar nossa debilidade. Cantamos o bufão e assim aceitamos ser, desde que acobertassem nossa destemperança. Nietzsche alertou isso, e o rancor diante disso até tentou usá-lo para a docilização da massa. Ah, como a massa gostou, ela adora ser rebanho! E assim resolvemos afirmar nossa selvageria. Sim, os Filhos são macacos, eles ainda o são e sempre serão.

Mas até onde esse animal pode chegar. Será o rancor que o fará ser eternamente burro de carga, o Sísifo condenado (não aquele que enganou os deuses)? Como massa ele não se opõe ao negócio e fica eternamente a carregar sua pedra acima. Aceita o jugo que lhe põem e canta sua malandragem, sua farsa. Tudo para proteger sua estupidez e incivilidade.

Escreveu Camus sobre o mito: “Os deuses haviam condenado Sísifo a rolar um rochedo incessantemente até o cimo de uma montanha, de onde a pedra caía de novo por seu próprio peso. Eles tinham pensado, com as suas razões, que não existe punição mais terrível que o trabalho inútil e sem esperança.”[1] Animal que não permite dar o seu melhor. Fica rastejando à espera da piedade do carrasco. Talvez caia “dos céus” (?) a justiça, não acredito. Ovelhas e lobos se divertem com a situação.

José Augusto Hartmann é filósofo (FACEL) e historiador (UFPR). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.


Anúncios

Discussão

Um comentário sobre “Viva a miséria!

  1. viva a MISÉRIA VIVA! e o futurismo já começou… viva a MISÉRIA ROBÓTICA!!!

    Publicado por anovamente | 21 de novembro de 2012, 11:33 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: