//
você está lendo...
Adriano Anovamente Woellner, Poesias e Pensatos

pensAtos… ( qual é o preço do prêmio? ) & ( de volta para o futuro )

=

( qual é o preço do prêmio? )

depois da industrialização, da revolução das máquinas…

da cultura de massa, da globalização…

chegamos na era da informação…

que proporcionou mais acessos, ok!

e junto a isso, desencadeou os excessos…

o excesso de interesses, perturba…

o excesso de acessos, acelera…

e pra processar e consumir esses excessos, falta tempo…

então, ficamos devorando as capas, slogans, títulos, ilustrações…

ficamos nos devorando… e o conteúdo!?

o velho e bom conteúdo e como absorver o conteúdo, não mudou…

os princípios não mudam, as leis universais não mudam…

o palco, os cenários, as histórias, personagens, figurinos, roteiros,

direções, as atuações é que mudam continuamente…

a experiência é importante, a reflexão sobre, mais ainda…

e o tempo para entendimento das experiências, não se acelera…

até este momento, aceleramos a busca pelo Prêmio…

e pouco busca-se entender o Preço do aceleramento…

=

=

( de volta para o futuro )

em frente as teclas,

a mão agarrada ao mouse,

olhos vidrados na tela luminosa,

corpo sutil sobre a cadeira giratória,

é o fim de uma e o começo de outra história…

 

(parafraseando o despertar dos mágicos)

os olhos devem ser um farol, que brilham a luz do fundo de nós…

 

o pensamento humano é um parafrasear,

e ainda bem que somos a continuidade, somos contínuos…

mesmo nas tempestades geladas, nas marés revoltas e violentas,

o farol precisa permanecer iluminando os tempos de escuridão caótica…

 

estamos no fim das teorias, no início das práticas, não será tão somente dolorido,

será a retomada do compromisso esquecido, da promessa…

nesse desenvolvimento humano, o espírito toma a frente, o espírito humanista…

o amor será entendido como prova a ser vivida e não como palavra a ser entendida…

 

não devemos nos desesperar, cada um vai cumprir os deveres,

dentro do seu nível de consciência, no seu plano de experiência…

os direitos estão disponíveis para expressarmos, trocarmos, para nos equilibrarmos…

meditar, responsabilizar-se e fraternizar, são ferramentas do próximo passo desse longo caminho…

 

o racional só tem a razão, não mergulha na intuição, não permite o instinto falar a sua língua…

só reclamar o problema, repetir um envelhecido sistema, gera doenças, cegueiras, alimenta descrenças…

e o saudável? sendo auto-mutável, permissível, perdoável, ouvidor e praticante, único e semelhante…

somos antigos andarilhos, já construímos templos, prédios, trilhos…

teatros, aeroplanos, planos de vídeo… agora é planos de vida plena…

=

Adriano Anovamente Woellner é artista das letras, formas, cores e sons, bacharel em Gravura (EMBAP). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.

Anúncios

Sobre a nOw aMe n t e

m e s m O u t r o

Discussão

4 comentários sobre “pensAtos… ( qual é o preço do prêmio? ) & ( de volta para o futuro )

  1. o amor será entendido como prova a ser vivida e não como palavra a ser entendida…[ … ] agora é planos de vida plena… Poxa Adriano, é coisa de visionário mesmo, hein. Quanto ao desenho da primeira poesia, lembrei-me de um trecho que muito me fez refletir sobre o espírito do tempo, como segue:

    “(…) Fazei grandes Pessoas, o resto vem depois.
    Virtude e conformismo para os que gostam,
    Tranquilidade, obesidade, submissão para os que gostam;
    Eu sou aquele que criticamente incita homens, mulheres e nações,
    Gritando:  Saltai de vossos assentos e lutai por vós mesmos!”
    (Folhas de relva, Walt Whitman)

    Mais uma vez, mano velho, teus penAtos faz com que eu salte mais uma vez de minha poltrona e me prive de ver o mundo através de uma lente, e passe a fazer compreender a necessidade de viver, apenas viver, plenamente!
    Abraços,
    Eder.

    Publicado por Eder Silva | 8 de setembro de 2012, 8:06 pm
  2. Grande vóina, gostei do post, principalmente da primeira imagem, consigo ver as estruturas dominantes, a fragilidade da vida, obesidade, abismo social, tecnologia, soberba e uma lagrima de esperança… Abraços meu caro,,, Eli

    Publicado por Eli | 11 de setembro de 2012, 2:11 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: