//
você está lendo...
Eder Silva, Poesia

OS ADMIRÁVEIS HOMENS OCOS

Inquietando-me com as últimas publicações dos amigos blogueiros, e, depois de nossa última reunião, onde as conversas regadas a um café digno de muitas reflexões turbilhantes estão ainda borbulhando no meu tosco entendimento, tenho muito que me deliciar nas leituras excelentes dos amigos, e, solto aqui uma de minhas “poetadas” (tentativa de escrever poesia), na qual, surgiu-me à mente através de um sonho que tive, um sonho beatnik, onde, na época, encontrava-me lendo alguns livros provocativos ao entendimento humano, como a “Mitologia do Kaos” do Mautner e o denso, mas não menos delicioso “Hollow Men” do T. S. Eliot. Publico aqui um minúsculo “poemeto” atrevendo-me plagear o título que Eliot denominou um de seus “petardos” à nauseabunda miséria humana.

OS ADMIRÁVEIS HOMENS OCOS

Assim caminhemos tu e eu, caro Baudelaire

Nunca mais dor, nunca mais amor – bradou o corvo

O sol se levanta para o ingênuo e para o ladrão …

e cuspirá o seu fogo o grande dragão

E tragará todos os náufragos o Leviatã

E impávida ressurgirá a Estrela da Manhã

E as almas dos homens purificados brilharão

E as almas dos homens sujos se calarão

Desesperados e confusos se prostrarão

Bradock  não poderá vos salvar ▬ ficou seduzido pelas tietes em Saigon

Demasiadamente nauseabundo Kerouac vos descreve

nas páginas soltas dos subterrâneos

onde lhes restará apenas lamentações

Vagantes e vazios os admiráveis homens ocos estão a me olhar,

selvagens e loucos suas almas já não têm mais serventia

servirão a um deus, fruto de poligamia

em uma vã religião

Seguindo cegamente para uma excentricidade doentia

Os cães ladram ao encontro de seus donos inúteis

Onde o domínio foi trocado por um prato de lentilha.

(por Eder, abril de 2010)

Eder Silva é turismólogo (UP) e gestor da informação (UFPR). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.
Anúncios

Sobre Eder Silva

I'm a outsider

Discussão

Um comentário sobre “OS ADMIRÁVEIS HOMENS OCOS

  1. saboreei este pratarraço de plastico polido e tóxico… com pitadas de ruelas escuras e ofuscantes iluminuras… ao molho Eder agridoce… uma receita de essências mágicas, vinda dos planos angélicos… Continue assim meu irmão!

    Publicado por anovamente | 29 de agosto de 2012, 12:51 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: