//
você está lendo...
Adriano Anovamente Woellner, Poesias e Pensatos

pensAtos… ( excluir para inserir-se? ) & ( afinal, é final )

=

(excluir para inserir-se no clã da exclusividade social?)

eis o novo-envelhecido-atual…

a tempos, ironias pairam no ar condicionado mundial…

uma amarga soberba etiquetada, nos consome…

perambulamos nessa prepotente sociedade logomarcada…

por co-modismos, há quem preencha seu vazio existencial

com a hiper lotação de objetos de importância conceitual…

ou com a conglomeração de conceitos de vã importância…

e assim, sobrevivem se promovendo, se portando como recipientes em liquidação…

bebem, se embebedam e transbordam teores viciantes, viciados…

vestem, se transvestem e incorporam elegantes embalagens alienantes, alienadas…

tudo isso e tudo mais, pelo preço da subserviência aos clãs exclusivistas desalmados…

bajulando (carregando nos ombros), idolatrando rótulos plastificados, crendo ser a vida de glória…

não repensando, pensam que prestígio social é desenvolvimento pessoal…

talvez pensem que refletir, é encenar para o grande jogo de espelhos da vaidade e do orgulho egóico…

seria humor negro se não fosse tão depressivo…

acorde hoje se possível… acordem amigos…

=

(afinal, é final)

se a vida do outro,

se o mundo afora,

está claro para nossas razões…

feche os olhos e veja se o mundo adentro,

está claro em todas as dimensões…

é tempo de decidir,

o que já tentou e o que não pensou,

o que foi abandonado e o que pode ser resgatado…

é tempo de decisões, tipo, finais de campeonato…

é preciso coragem para mostrar que lado você quer…

e coragem para expressar o que só você é…

=

Adriano Anovamente Woellner é artista das letras, formas, cores e sons, bacharel em Gravura (EMBAP). Este artigo reflete as opiniões do autor. O site não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações.
Anúncios

Sobre a nOw aMe n t e

m e s m O u t r o

Discussão

2 comentários sobre “pensAtos… ( excluir para inserir-se? ) & ( afinal, é final )

  1. “Afinal, é final”, e, principalmente “excluir…” é poesia para refletirmos, para despertarmo-nos, para projetarmos na musicalidade as nossas impotencialidades, as nossas impessoalidades, as nossas impossibilidades de sermos o que somos na expressão. Gostei muito, dizer que lembra um pouco Zé Ramalho ao lado de Jack Kerouac num calhambeque caindo aos pedações, tendo no volante Thoreau, rumando ao infinito de nossas almas, seria o mínimo que eu poderia saudá-lo com as boas vindas! Viva a liberdade do pensamento. Que suas idéias sejam sempre bem-vindas ao nosso blog.

    Publicado por Eder Silva | 6 de agosto de 2012, 9:24 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: